Ritmo, melodia e diversos estilos marcam passagem do New Order pelo Brasil

dezembro 3rd, 20180 Comments »Última Atualização: dezembro 3, 2018

Cobertura – Direto do Espaço das Américas (SP)

Uma das bandas mais influentes dos anos 80, na história do rock e na música eletrônica, retornou ao Brasil para apresentações em São Paulo, Uberlândia e Curitiba.

Na capital paulista, a banda se apresentou no Espaço das Américas, no dia 28 de novembro, em uma casa de shows lotada para um público com diversas idades e estilos.

Pontualmente, às 22h, o grupo subiu ao palco com a faixa intro e para abertura “Singularity”, presente no último lançamento Music Complete, de 2015. Marcando o início também foram tocadas as músicas “Age of Consent”, “Ultraviolence” e “Your Silent Face”, mantendo um ritmo bem lento para um começo de show, principalmente de uma banda considerada pioneira no estilo eletrônico e synthpop.

Um momento marcante foi o cover de “Decades” do Joy Division, que emocionou ao ser tocada enquanto era exibida no telão a imagem do vocalista Ian Curtis, que cometeu suicídio na década de 80.

“Bizarre Love Triangle”, sem dúvida uma das músicas mais aguardadas da noite, foi executada já logo na metade do show, transformando o hino em um momento emocionante sendo cantada em uníssono.

A banda inglesa tem atualmente em sua formação Gillian Gilbert (guitarra e sintetizadores), Bernard Sumner (vocais, guitarra e sintetizadores), Stephen Morris (bateria e sintetizadores), Tom Chapman (baixo) e Phil Cunningham (guitarra). O grupo, coincidentemente, fez seu show no país cerca de um mês após Peter Hook, um de seus integrantes mais conhecidos, ter se apresentado no Brasil .

Os grandes sucessos foram guardados para o final e, assim, o show criou energia e vibração, com a sequência “The Perfect Kiss”, “True Faith”, “Blue Monday” e “Temptation”, encerrando então no bis com três canções para homenagear o Joy Division: “Disorder”, “Atmosphere” e “Love Will Tear Us Apart”, clássicos absolutos.

Ritmo, melodia e sonoridade marcada é o que o New Order representa no cenário musical. Mesmo que no show tenha faltado resistência e empolgação, o clima que a banda criou durante toda sua trajetória permanecerá incorporando elementos que a tornem uma das maiores influências do gênero, sempre trazendo grande notoriedade para a música.

Por: Bruno C. Di Sessa (Colaborou com RR)
Edição: Álvara Bianca e Di Centurione
Foto: Camila Cara

« Lollapalooza Brasil 2019 divulga line-up com Arctic Monkeys e Lenny Kravitz
Paul McCartney confirma shows no Brasil em 2019 »

Categorias

Coberturas Shows & Eventos

Tags

Comentários

Nenhum comentário


Festivais no Brasil

    Nenhum data presente

Apoio