O indie dançante do Foster The People em Porto Alegre

novembro 6th, 20180 Comments »Última Atualização: novembro 6, 2018

Cobertura independente – Direto do Pepsi On Stage (RS)

Pela primeira vez em Porto Alegre, os californianos do Foster The People iniciaram no último domingo (04/11) a turnê do seu mais recente álbum, Sacred Hearts Club, pelo Brasil. Durante 1h30min de show, uma mistura dos três discos da banda colocou os fãs para dançar.

Pontualmente, às 21h30, Mark Foster (vocal, teclado, sintetizadores e guitarra), Mark Pontius (bateria), Sean Cimino (guitarra) e Isom Innis (teclado) subiram ao palco do Pepsi On Stage ao som da agitada “Loyal Like Sid & Nancy”. Luzes piscantes vermelhas deram clima de danceteria e o palco virou a pista de dança do vocalista, que costuma ter uma presença de palco animada. Se a banda sempre gostou de brincar com batidas eletrônicas e distorções dos sintetizadores, a música de abertura do show deixa claro que no álbum lançado em 2017, essa sonoridade está ainda mais presente.

Na sequência, veio “A Beginner’s Guide to Destroying the Moon”, do álbum anterior, Supermodel, que diminuiu um pouco o ritmo. Depois, foi a vez de “Houdini”, hit do disco de estreia da banda. A apresentação seguiu desta forma, oscilando entre músicas mais aceleradas e mais tranquilas, indo desde o primeiro até o terceiro trabalho de estúdio do Foster.

Uma das melhores características do show de uma banda com uma trajetória razoavelmente recente, é que fica fácil para os fãs acompanharem cada música. Por isso, mesmo o local estando longe da sua lotação, quem saiu de casa para assistir aos músicos ao vivo, não decepcionou seus ídolos, curtindo, pulando e cantando junto cada canção. Apesar de não ser muito falante, dava para perceber o sorriso de Mark Foster quando via o público corresponder à sua música.

A banda costuma fazer sempre algum cover em suas apresentações e, como vem acontecendo nesta turnê, em Porto Alegre foi “Blitzkrieg Bop”. “Lotus Eater”, tocada logo antes, funciona como uma introdução à música dos Ramones, pois tem um riff com uma pegada semelhante, talvez seja, inclusive, a mais rock deles.

Depois de “Time to Get Closer”, a banda retornou para o bis com Mark Foster se ajoelhando e fazendo reverência para o público. Foi nesta hora que o hit absoluto do Foster The People apareceu, “Pumped Up Kicks”. Para encerrar a apresentação, mais uma do álbum mais recente, a suave e agradável “Sit Next To Me”.

Antes de se despedir, o vocalista disse que estava feliz por estar pela primeira vez na cidade e disse aquilo que a maioria dos músicos internacionais adoram repetir: que o público brasileiro é o melhor. Se é verdade ou não, e se falam isso em todos os países por onde passam, não sabemos, mas a sensação de ouvir a frase é sempre boa.

Os próximos shows do Foster The People no Brasil acontecem no Rio de Janeiro (06/11), em Curitiba (07/11) e em São Paulo (08/11), nestes dois últimos, acompanhando Noel Gallagher.

Confira o setlist completo:

Loyal Like Sid & Nancy

A Beginner’s Guide to Destroying the Moon

Houdini

Call It What You Want

Pay the Man

Coming of Age

Are You What You Want to Be?

Helena Beat

Waste

Pseudologia Fantastica

Broken Jaw

Miss You

Don’t Stop (Color on the Walls)

Lotus Eater

Blitzkrieg Bop (Ramones cover)

Time to Get Closer

BIS:

Pumped Up Kicks

Sit Next to Me

Por: Lisiane de Assis (Colaboradora RR)
Edição: Diego Centurione e Camila Cara

« Roger Waters em Porto Alegre: um espetáculo sensorial
Chuva, hits e humor ácido marcam festival com Noel Gallagher e Foster The People »

Categorias

Coberturas Exclusivo! Fotos Shows & Eventos

Tags

Comentários

Nenhum comentário


Festivais no Brasil

    Nenhum data presente

Apoio