Ozzy Osbourne se diverte em show de despedida em São Paulo

maio 15th, 20180 Comments »Última Atualização: maio 15, 2018

Cobertura – Direto do Allianz Parque (SP)

Pouco mais de 1 ano após se despedirem do Black Sabbath em sua derradeira turnê “The End”, os fãs do príncipe das trevas se reuniram novamente para dar adeus às turnês mundiais de Ozzy Osbourne. Uma das vozes mais importantes do heavy metal decidiu frear o ritmo e aproveitar um merecido descanso dos palcos depois de 50 anos de carreira, mas não antes de finalizar a “No More Tours 2”, que ainda não tem data para acabar.

O nome da turnê é uma referência a turnê de despedida realizada há mais de 25 anos, quando o cantor foi erroneamente diagnosticado com esclerose múltipla. Em seguida, Ozzy voltou a rodar o mundo com a turnê “Retirement Sucks” e desde então tem presenteado seus fãs com shows inesquecíveis.

Em pleno dia das mães (13 de maio), Ozzy Osbourne, acompanhado de Zakk Wylde e Tommy Clufetos, lotou o Allianz Parque em São Paulo. Os ingressos pareciam encalhados, mas já próximo ao horário do show, uma pequena fila na bilheteria ainda se formava por fãs que resolveram garantir mais essa chance de assistir ao madman ao vivo.

Com um gigantesco crucifixo que dividia ao meio o telão principal do palco, um jogo de luzes que brincava com toda a estrutura do estádio, bolas gigantes rolando pelo público e o sobretudo de lantejoulas, Ozzy já começou a noite com “Bark at the Moon” e “Mr. Crowley”, impondo a atmosfera sombria que deu a ele o título de príncipe das trevas. Não poderia faltar também grandes clássicos do Black Sabbath para levar o público ao delírio, como “Fairies wear boots”, “War pigs” e “Paranoid”, que encerrou a noite.

Pontualmente às 21h30, Ozzy Osbourne subiu ao palco para um show sem surpresas no setlist, mas carregado de energia. Com seus 69 anos de idade, Ozzy pode até falhar nos vocais em alguns momentos, mas não deixa o público esfriar nem por um minuto, emendando um clássico no outro ou deixando o público aos cuidados dos grandiosos solos de Zakk Wylde, com direito a performance colada na grande junto público e guitarra tocada nas costas e com os dentes.

Mas nem só de trevas é feito o show de Ozzy Osbourne. Com seu jeito meio atrapalhado, o vocalista corria pelo palco, pedia palmas e mais barulho, até se atrapalhou na hora de fechar o cinto da calça depois de mostrar a bunda para público. Ozzy mostra que ainda consegue se divertir muito em cima dos palcos e que a aposentadoria ainda é uma palavra distante.

Os grandes momentos da noite foram com sua canções solos, o primeiro com “No More Tears”, quando o estádio se acendeu com a luzes das câmeras pela primeira vez. O segundo foi com “Mama, I’m Coming Home”, cantada por todo o público presente que mais uma vez ligou as luzes de seus celulares, compondo um lindo cenário com as luzes coloridas que saiam do palco.

Ozzy agradeceu o público e afirmou que jamais esqueceria esta noite, e com certeza, também ficará marcada nas lembranças de seus fãs paulistanos. A turnê segue ainda para Curitiba, Belo Horizonte e Rio de Janeiro (veja aqui).

Setlist do Ozzy Osbourne em São Paulo (13/05/18)

1. Bark at the Moon
2. Mr. Crowley
3. I Don’t Know
4. Fairies Wear Boots (Black Sabbath)
5. Suicide Solution
6. No More Tears
7. Road to Nowhere
8. War Pigs (Black Sabbath)
9. Miracle Man / Crazy Babies / Desire / Perry Mason (solo de guitarra de Zakk Wylde)
10. Flying High Again
11. Shot in the Dark
12. I Don’t Want to Change the World
13. Crazy Train

Bis

14. Mama, I’m Coming Home
15. Paranoid (Black Sabbath)

Por: Ihanna Barbosa (Colaboradora RR)
Edição: Diego Centurione
Fotos: Ross Halfin (Divulgação)

« Em São Paulo, Erasure garante flashback para os anos 80
Fotos exclusivas do Selvagens à Procura de Lei e Plutão Já Foi Planeta em SP »

Categorias

Coberturas Shows & Eventos

Tags

Comentários

Nenhum comentário


Festivais no Brasil

    Nenhum data presente

Apoio