Red Hot Chili Peppers homenageia Jorge Ben e Royal Blood faz história no Lolla 2018

março 25th, 20180 Comments »Última Atualização: março 26, 2018

Cobertura – Direto do Autódromo de Interlagos (SP)

Na sexta-feira (23/03) começou mais um Lollapalooza Brasil. Esta é a sétima edição do festival em terras tupiniquins e marca a volta do formato de três dias. Com um line-up formado por grandes nomes do rock internacional, todos os ingressos se esgotaram. Para o primeiro dia do festival a tarefa foi difícil de alcançar, já que aconteceu em plena sexta-feira. Cem mil pessoas marcaram presença para ver Red Hot Chili Peppers encerrando a noite.

Além do headliner do dia, LCD Soundsystem e Royal Blood eram atrações muito aguardadas para o Lollapalooza 2018. Este foi o terceiro show em uma semana dos britânicos do Royal Blood no Brasil, formado por Mike Kerr e do baterista Ben Thatcher. O grupo abriu a apresentação do Pearl Jam no Maracanã (RJ), na quarta-feira (21/03), tocou na Lolla Party no Cine Joia (SP), na quinta-feira (22/03), e sexta subiu ao palco Onix em Interlagos, para um dos shows mais elogiados do dia.

Royal Blood confirmou sua posição de uma das bandas de rock mais importantes da atualidade. Apenas com baixo e bateria, o duo consegue levantar o público com canções pesadas, equilibrando o repertório entre seus dois álbuns lançados. Na quinta, tocando para bem menos pessoas e com maior liberdade para o setlist, o Royal Blood se divertiu no palco, em um show fervoroso. A empolgação e felicidade em ver suas músicas cantadas em alto e bom som pelo público era evidente na dupla, Ben Thatcher ainda terminou a apresentação se jogando na plateia.

O set menor no Lollapalooza não diminuiu a energia trocada entre banda e público. Em seguida foi vez do LCD Soundsystem, também uma importante banda do rock contemporâneo. O grupo encerrou o primeiro dia de programação do palco Onix e liberou o público para o show da californiana Red Hot Chilli Peppers.

Anthony Kiedis, Flea, Chad Smith e Josh Klinghoffer subiram ao palco Budweiser pouco depois das 21h10, para uma apresentação de algumas surpresas. O setlist, como não poderia ser diferente, ficou na base dos grandes hits que fizeram história para o Red Hot Chili Peppers, iniciando com “Can’t Stop”, “Snow” e “Otherside”.

Uma das grandes surpresas da noite foi o cover de Jorge Ben, “Menina Mulher da Pele Preta”, cantada na íntegra pelo guitarrista Josh Klinghoffer. A dedicação especial ao Brasil conquistou todo público presente. Já o vocalista Anthony Kiedis oscilava sua animação. Em alguns momentos do show Kiedis parecia pouco empolgado, inclusive sem demonstrar nenhuma reação quando um fã invadiu o palco e foi retirado por seguranças.

Já o baixista Flea não decepcionou. Sempre muito empolgado o músico interagiu com o público, correu, pulou, e ainda voltou para o bis andando de cabeça para baixo.

Como o grupo havia passado pelo Brasil há pouco tempo (eles tocaram no Rock in Rio 2017) o desafio estava em variar o repertório para um público de festival. O Red Hot cumpriu a missão com “Aeroplane”,  “Hump de Bump”, que voltou ao setlist após 11 anos e ainda contou com o percussionista brasileiro Mauro Refosco, e “Nevermind”, fora do repertório a mais de 20 anos.

Com 1h50 de show o grupo encerrou com a canção “Give it Away”, chegando ao fim também a atual turnê do Red Hot Chili Peppers.

O Lollapalooza 2018 continua até este domingo. Veja nossa cobertura no Instagram e aguarde novas matérias, para saber o que de mais importante aconteceu no festival.

Por: Ihanna Barbosa (Colaboradora RR)
Edição: Diego Centurione
Fotos: MRossi e Camila Cara (Lolla BR)

« Setlist do Red Hot Chili Peppers no Lollapalooza Brasil 2018
Liam Gallagher: setlist do show no Lollapalooza Brasil 2018 »

Categorias

Coberturas Destaque Fotos Shows & Eventos

Tags

Comentários

Nenhum comentário


Festivais no Brasil

    Nenhum data presente

Apoio