Envolto num mar de gente, Pearl Jam faz show espetacular no Lollapalooza Brasil

março 25th, 20180 Comments »Última Atualização: março 28, 2018

Cobertura – Direto do Autódromo de Interlagos (SP)

No sábado, 24 de março, teve o segundo dia do festival Lollapalooza, no Autódromo de Interlagos (São Paulo). Num dia praticamente de verão, o público de 100 mil pessoas logo levou seu kit: protetor solar, canga e muita disposição para acompanhar tudo o que ia rolar nos quatro palcos do evento.

A data, que teria entre os destaques Pearl Jam e Imagine Dragons, foi a primeira a ter os ingressos esgotados em menos de um mês do início das vendas.

Durante a tarde, David Byrne, ex-integrante do Talking Heads, envolveu o público com músicas de sua ex-banda, além de fazer coreografias com os integrantes.

No palco Axe, o Mano Brown fez show divulgando seu último álbum, chamado Boogie Naipe, no qual teve a participação de Seu Jorge. O rapper fez uma apresentação mais dançante e saudou a comunidade da Zona Sul como a quebrada do balanço.

Em uma das atrações mais aguardadas, o Imagine Dragons, o público estava maior do que o palco Onix podia suportar e boa parte do show não era possível ouvir a banda. Alguns fãs vaiaram e começaram a se retirar. Só depois de meia hora de apresentação é que as pessoas começaram a sentir o gostinho da banda comandada pelo empolgante vocalista Dan Reynolds. Sem camisa, o frontman chegou a se embrulhar numa bandeira, agradeceu o público e prometeu voltar sempre ao país. Esta é a terceira vez da banda no Brasil. Estiveram presentes faixas como “Believer”, “Demons”, “Thunder” e “Radioactive”, que fechou o show e fez mais feliz os fãs.

A noite ainda esperava sua principal banda: Pearl Jam. O grupo de Seattle transformou o Lollapalooza num mar de gente para assistir o espetacular show. Se o festival trouxe 100 mil pessoas, poucos eram aqueles que não estavam ali diante do palco Budweiser, nas redondezas da pista ou qualquer outro espaço que desse para ver.

Eddie Vedder utilizou bastante o português para falar com o público. Chegou até agradecer Perry Farrel por ter inventado o Lollapalooza. Tanto que até chamou ao palco o idealizador do festival para tocarem juntos “Mountain Song”, canção do vocalista do Jane’s Addiction. Teve até um coro de “happy birthday” para Perry por conta do aniversário que está chegando.

O Pearl Jam não deixou de fora “Do the Evolution”, “Alive”, “Jeremy” e “Better Man”. Sem dúvida, “Black” foi um dos momentos mais emocionantes. Durante o bis, Eddie homenageou o Pink Floyd com a bela apresentação de “Comfortably Numb”. O segundo dia de Lolla terminou com a banda tocando “Yellow Ledbetter”, e deixando o público maravilhado.

O festival seguiu neste domingo com a banda The Killers e Liam Gallagher. O ex-integrante do Oasis chegou a se apresentar na quinta, 22, durante o Onix Day, uma espécie de mini-Lolla criado por uma montadora que é patrocinadora do festival. O dia foi uma forma de esquenta para o público ir conhecendo o espaço, se preparando para as filas e preços sempre exagerados das bebidas e alimentação. Um copo d´água por R$ 6, refrigerante a R$ 10, cerveja a R$ 12 ou R$ 15, pastel a R$ 15 e bata-frita pelo mesmo valor.

As apresentações de quinta eram curtas e duravam cerca de 40 minutos. Liam tocou as antigas “Rock and Roll Star”, que abriu o show, “Wonderwall” e fechou com “Live Forever”.

Os 50 mil convidados e clientes do patrocinador ainda conferiram shows do rapper Wiz Khalifa e da banda LDC Soundsystem, que já tocou sexta no Lolla. Aguardem matéria do terceiro dia de Lolla e acompanhem tudo o que postamos, em tempo real, nas mídias sociais.

Por: Álvara Bianca (Colaboradora RR)
Edição: Diego Centurione
Fotos: MRossi, Camila Cara, Breno Galtier e Mila Maluhy (Lolla BR)

« Liam Gallagher: setlist do show no Lollapalooza Brasil 2018
Show do The Killers encerra Lolla Brasil com invasão de Liam Gallagher »

Categorias

Coberturas Destaque Fotos Shows & Eventos

Tags

Comentários

Nenhum comentário


Festivais no Brasil

    Nenhum data presente

Apoio