Aerosmith e Guns N’ Roses fazem shows inesquecíveis no São Paulo Trip

setembro 28th, 20170 Comments »Última Atualização: outubro 12, 2017

Cobertura – Direto do Allianz Parque (SP)

A proposta do São Paulo Trip era levar o público para uma viagem, como no famoso livro “On The Road” de Jack Kerouac, e assim fez durante os quatro dias de evento. No domingo e terceiro dia de SP Trip era vez da dobradinha Def Leppard e Aerosmith levar a plateia para o auge dos anos 80, com o melhor do hard rock. Def Leppard fez uma bela apresentação nostálgica, mas teve pouca resposta do público, ansioso pela atração principal da noite. O grupo inglês, liderado por Joe Elliott, conquistou a plateia ao longo do show com a própria alegria e diversão demonstrada no palco.

O Aerosmith iniciou o espetáculo às 22h, após 30 minutos do horário programado. O atraso se justificou depois do anúncio de cancelamento do restante da turnê na terça-feira. Steven Tyler não estava se sentindo bem e teve que retornar aos Estados Unidos após a apresentação no Allianz Parque. A banda divulgou uma nota oficial pedindo desculpas, mas não deixou claro o que aconteceu com Tyler.

Apesar da notícia preocupante depois do show, o público de São Paulo foi presenteado com uma apresentação energética do grupo veterano de  Boston. Os shows chegaram a ser anunciados como a turnê de despedida do Aerosmith, mas fica difícil acreditar que a banda encerre as atividades com tanta energia disponível para compartilhar.

Como não poderia deixar de ser, o Aerosmith fez um desfile com os grandes hits da banda. Começando com “Let The Music Do The Talking”, passando pelas irmãs “Cryin’” e “Crazy”, “Livin’ On The Edge”, “I Don’t Want To Miss A Thing”, “Mama Kin”, “ Dream On” e “Walk This Way”. Os agudos e a performance extravagante de Steven Tyler, aos seus 69 anos, é de fazer brilhar os olhos de qualquer fã.

Com Joe Perry assumindo os vocais para os cover “Stop Messin’ Around” e “Oh Well”, o Aerosmith transportou as milhares de pessoas que lotavam o estádio para uma pequena sala de ensaio, enquanto a banda se divertia em uma Jam descontraída.

Guns N’ Roses

O quarto e último dia do evento que fez história em São Paulo, começou às 17h30, com Tyler Bryant & The Shakedown. Sem perder tempo, às 18h30, Alice Cooper apresentou o seu “show de horrores” para o público que marcou presença no Allianz Parque, em plena terça-feira. A performance teatral de Cooper ainda impressiona a plateia, que assiste atenta a decapitação do vocalista na guilhotina e canta os clássicos em alto e bom som, como “No More Mr. Nice Guy” e “School’s Out”, que encerrou o show com a participação de Andreas Kisser na guitarra.

Às 20h30 o público já começou a olhar ansioso para o relógio. Mas foram apenas 15 minutos de atraso e logo o estádio explodiu com “It’s So Easy” e Axl Rose, Slash e Duff McKagan dominando o palco e os fãs. Com a sequência “Mr. Brownstone”, “Chinese Democracy” e “Welcome To The Jungle” já ficou claro que São Paulo teria um show mais poderoso que o do Rock in Rio. Após ser duramente criticado por sua performance vocal, Axl chegou ao São Paulo Trip com a voz mais calibrada e potente.

E como no Rio de Janeiro, o fiel público paulistano foi presenteado com 3h15min de show. Com 31 músicas no setlist, não faltou clássicos para preencher o tempo, destacando “Used To Love Her” e “Yesterday”, poucas vezes executadas no Brasil, além da bela homenagem ao falecido Chris Cornell com “Black Hole Sun”.

A interação de Duff, Slash e Axl no palco é espontânea e leva a plateia para mais uma viagem, desta vez para quando o grupo rodou o mundo com a “Use Your Illusion Tour”, na década de 1990. Até o palco parece ser o mesmo da antiga turnê. O show seguiu com os grandes sucessos tocados e cantados por todo o público. “You Could Be Mine”, “Civil War”, “Coma”, “Rocket Queen” e “Nightrain”. Os solos épicos de Slash em “Estranged” e “November Rain”, ou até mesmo na mais recente “This I Love”, explicam porque o Guns N’ Roses ainda é capaz de lotar estádios em qualquer dia da semana.

Por: Ihanna Barbosa (Colaboradora RR)
Edição: Diego Centurione
Fotos: Camila Cara/89FM A Rádio Rock
(Colaboradora Reduto do Rock)

« Lollapalooza Brasil 2018: Pearl Jam, Red Hot Chili Peppers e The Killers são destaques
Far From Alaska: fotos exclusivas do show de lançamento do CD “Unlikely” »

Categorias

Coberturas Fotos Shows & Eventos

Tags

Comentários

Nenhum comentário


Festivais no Brasil

    Nenhum data presente

Apoio