Midnight Oil faz show vigoroso em São Paulo

maio 1st, 20170 Comments »Última Atualização: maio 12, 2017

Cobertura – Direto do Espaço das Américas (SP)

O ano de 2017 começou com uma grande notícia para os fãs da banda australiana Midnight Oil. Após 15 anos de inatividade, o grupo anunciou o retorno aos palcos e o relançamento de toda sua discografia em um box, incluindo um CD/DVD de material raro e inédito.

Para alegria dos fãs brasileiros, o primeiro país a receber a banda depois da terra natal Austrália foi o Brasil. Passando por cinco cidades, Peter Garrett (vocal), Bones Hillman (baixo), Rob Hirst (bateria), Martin Rotsey (guitarra) e Jim Moginie (teclado e guitarra) retornam com a turnê “The Great Circle 2017″, que apresenta os grandes sucessos do grupo.

O primeiro show foi em Porto Alegre, seguido por Curitiba. A capital paulista recebeu o Midnight Oil no Espaço das Américas, no sábado (29), pontualmente às 22h. A ansiedade do público era visível minutos antes da apresentação começar, mostrando que as portas estavam mais do que abertas para receber o politizado grupo australiano. E sem pedir licença, a banda já entrou com “Blue Sky Mine” e o som inconfundível da gaita de Peter Garrett. A plateia já estava nas mãos do carismático vocalista.

O grupo encerrou suas atividades em 2002, quando Garrett decidiu deixar a banda para se dedicar à política, sendo até ministro do meio-ambiente, cultura e, por último, ministro da educação e juventude até 2013. Mas o tempo dedicado ao parlamento australiano e os 63 anos de idade não minimizaram a energia de Peter Garrett ao dominar o palco. Com suas danças esquisitas e até arranhando o português, Garrett esbanjou simpatia e comandou o público nas quase duas horas de show.

O primeiro “Oi, São Paulo” veio depois da canção “Too Much Sunshine”, seguida por luzes vermelhas preenchendo o palco, anunciando “Redneck Wonderland”. Plateia e grupo aparentavam estar em completa sintonia; a banda com sede de palco tinha muito energia para entregar, e o público, que há duas décadas esperava por esse momento, refletia sem deixar a desejar ao entusiasmo do grupo. Peter Garrett, arriscando um português às vezes difícil de entender, agradeceu a espera do público pelo retorno do Midnight Oil. A última vez da banda no Brasil foi em 1997.

O show foi um grande desfile pela carreira do grupo. Mas a grande sequência de hits ficou para a segunda metade da apresentação, quando o baterista Rob Hirst tomou a frente do palco para as canções “My Country”, “Generals Talk” e “Luritja Way”. O português de Garrett continuava a arrancar gargalhadas da banda e da plateia, e o vocalista resolveu manter o diálogo em sua língua mesmo. “Dead Heart”, “Beds Are Burning”, “Read About It” e “Forgotten Years” tocadas em sequência levaram o público a um nível a mais de entusiasmo, lavando a alma daqueles duvidaram um dia que veriam Midnight Oil ao vivo.

O bis ficou com “Put Down That Weapon”, “Now Or Never Land” e “Sometimes”. A plateia ainda levou alguns minutos para aceitar que a noite havia acabado. Aos poucos, foram deixando o Espaço das Américas tentando absorver as últimas duas horas e as 25 músicas ouvidas e sentidas. O grupo, que também passou pelo Rio de Janeiro neste domingo (30), encerra a tour pelo país em Brasília, no dia 2 de maio (informações aqui).

Setlist do Midnight Oil em São Paulo

Blue Sky Mine
Truganini
Too Much Sunshine
Redneck Wonderland
Under the Overpass
King of the Mountain
Short Memory
Earth and Sun and Moon
Power and the Passion
Antarctica
Only the Strong
Arctic World
Warakurna
Dreamworld
My Country
When the Generals Talk
Luritja Way
US Forces
The Dead Heart
Beds Are Burning
Read About It
Forgotten Years
Put Down That Weapon
Now or Never Land
Sometimes

Por: Ihanna Barbosa (Colaboradora RR)
Edição: Diego Centurione
Fotos: Marta Ayora/Divulgação Midiorama

« Fotos exclusivas do show do Bryan Adams em São Paulo
Paul McCartney confirma quatro shows no Brasil em 2017 »

Categorias

Coberturas Destaque Shows & Eventos

Tags

Nenhum comentário