Primeiro dia do Lollapalooza Brasil 2017 bate recorde de público

março 26th, 20170 Comments »Última Atualização: março 27, 2017

Cobertura – Direto do Autódromo de Interlagos (SP)

Desde 2012, o Lollapalooza faz parte do calendário dos principais eventos de São Paulo, mas o festival continua surpreendendo a cada ano. O primeiro dia do Lollapalooza Brasil 2017 reuniu o maior público da história do evento no país. Mais de 100 mil pessoas passaram pelo Autódromo de Interlagos para ver Cage the Elephant, The 1975, Rancid, The xx e o headliner Metallica, além de diversas outras atrações para todos os gostos.

O dia começou com forte sol em Interlagos, mesmo após uma semana de temperaturas mais baixas. O sol não aliviou para a plateia do Lolla. As tendas com espaço para relaxar com sombra e redes estavam sempre cheias, mas a grande maioria preferiu escolher um bom lugar com visão para o palco, estender a sua tanga e aproveitar a tarde.

Quem não conseguiu relaxar sob o sol foram as pessoas que aguardavam nas longas filas, consequência do próprio recorde de público. As áreas de bares próximos ao palco Skol foram tomadas por filas, assim como as atrações alternativas dos principais palcos. O espaço Skol oferecia diversas atividades, como grafite e um espaço com visão privilegiada para o palco. A atração do espaço Onix ficou por conta do brinquedo radical Kamikase e um studio de tatuagem e pinturas corporais. Entre um show e outro, a plateia também podia passar pelo Lolla Market, Fusion Shuffle e se divertir na Batalha de Playback apresentada por Penélope Nova.

Os grupos nacionais foram quem inauguraram todos os palcos, começando com Doctor Pheabes no palco Skol, The Outs no palco Onix e Jaloo no palco Axe. Enquanto a plateia ainda chegava ao Autódromo, a banda Suricato fazia uma apresentação tranquila, enquanto o Baiana System transformava o palco Axe em um bloco de carnaval, encerrando com BNegão no palco.

Como esperado, o Cage the Elephant realizou uma apresentação muito enérgica e intensa. Matt Shultz não cansava de declarar seu amor ao Brasil e desceu para cantar e dançar junto com o público diversas vezes. Essa foi a terceira apresentação do grupo no Lollapalooza Brasil, mas provaram porque são umas das maiores atrações do festival. Enquanto Brad Shultz puxava um “ole ole” na guitarra, a plateia ia a loucura com Matt escalando a estrutura do palco, pulando no público e se despedindo dos milhares de fãs.

Após 25 anos de carreira, a banda californiana Rancid, finalmente chegou ao Brasil. Apesar da plateia menor que a do Cage the Elephant, Rancid entregou uma apresentação especialmente para seus fãs. O grupo passou por toda sua carreira, desde o primeiro álbum até o seu recente disco. Com referências ao rock, punk, sky e reggae, era difícil ficar parado ao som do Rancid, que dedicou a última canção ao líder do Motorhead, Lemmy Kilmister. Tim Armstrong também desceu para junto do público, atitude que se tornou marco no Lollapalooza.

Já encerrando o palco Onix, a banda The xx chegou para uma das apresentações mais memoráveis da noite. Ovacionada pelo público, Romy Madley respondia com um sorriso tímido diante da multidão reunida para ver o trio britânico. O jogo de luzes e o gelo seco que cobriam todo o palco, ajudavam a criar a atmosfera mística que hipnotizava a plateia presente.

Com quase dez minutos de atraso, a atração principal do dia era aguardada ansiosamente por uma multidão reunida no espaço Skol. Mesmo vindo com frequência ao país e ter provocado estranheza para alguns ao ser anunciado no Lollapalooza, o Metallica fez uma apresentação pesada, intensa e revigorante. Sabendo da diversidade do público, James Hetfield começou o show afirmando que todos agora faziam parte da família Metallica.

Já entre as primeiras músicas, o Metallica apresentou canções do seu mais recente álbum Hardwired… To Self-Destruct, renovando o repertório já batido das últimas apresentações do grupo por aqui. Mas claro que os grandes clássicos não foram deixados de lado, dedicando “Whiplash” para os fãs mais antigos, o Metallica emendou uma sequência de hits, passando por “Sad but True”, “One”, “Fade to Black”, “Master of Puppets”, “Seek And Destroy”, “Nothing Else Matters” e encerrando com “Enter Sandman”.

Após a última música, a banda de James, Lars Ulrich, Kirk Hammett e Robert Trujillo ficou ainda vários minutos no palco se despedindo da plateia. Todos os integrantes falaram ao microfone. Lars foi o último a falar e prometeu que a banda voltará logo ao Brasil para apresentações solos.

Fique ligado que, em breve, publicaremos a cobertura completa do segundo dia do Lollapalooza Brasil 2017. Confira mais conteúdo no Instagram do Reduto do Rock!

Por: Ihanna Barbosa (Colaboradora RR)
Edição: Diego Centurione
Fotos: Camila Cara/MRossi/T4F Lolla (Colaboradora RR)

« Lollapalooza Brasil será transmitido ao vivo em canais de TV e na internet
The Strokes encerra Lollapalooza Brasil 2017, marcado pela diversidade e filas »

Categorias

Coberturas Destaque Fotos Shows & Eventos

Tags

Nenhum comentário


Festivais no Brasil

    Nenhum data presente

Apoio