Com lama e The Killers, Lollapalooza abre segundo ano no Brasil

março 30th, 20130 Comments »Última Atualização: maio 1, 2013

29/03/13 – Direto do Jockey Club de São Paulo
Cobertura independente com apoio de colaboradores e parceiros

Começou mais uma edição do festival Lollapalooza, em São Paulo. Com três dias em 2013, o Lolla iniciou suas atividades com falhas, lama e muitas atrações do mundo electro rock alternativo.

Logo de início, a imensa fila na entrada se confundia com uma mistura insana de gente querendo entrar no evento, imprensa e alguns ainda comprando ingressos nas bilheterias.

Essa confusão toda se justificava, quando chegávamos na parte de revista e aprovação de meia-entrada. Em uma tremenda confusão, profissionais se distraíam entrando em discussões particulares com pessoas específicas, fazendo com que nós, do Reduto do Rock, entrássemos sem ser revistados ao menos uma vez. Como você aí em casa sabe, somos boas pessoas. Mas imagine se, em nosso lugar, estivesse um maníaco desses que sai atirando em praça pública? Pois bem, é para se pensar. O restante da nossa equipe, que chegou mais tarde com o clima mais tranquilo, não encontrou dificuldades e foi revistado normalmente.

Ao ultrapassar a “barreira de segurança”, grama com lama era o que se encontrava, além de um cheiro forte de esterco em alguns lugares, que combinava bem com o sentimento de quem pisava no barro vez ou outra. Outro clássico problema dos eventos no Brasil, os banheiros, além de consideravelmente sujos, se juntaram à lama e formaram um cenário que fazia até o mais necessitado se segurar para não encarar o show de horrores. Homens urinando no chão e meninas nos banheiros masculinos, também foram vistos por nós.

Por outro lado, o festival evoluiu em suas atrações. Uma bela roda gigante, que não funcionou por mais de uma hora por conta da chuva, levava um público para uma bela vista de todo o espaço do Jockey Club, tendo a região nobre da Cidade Jardim como fundo de tela. Após o passeio, um stand da Heineken dava um chop de cortesia para os convidados, que podiam ficar no espaço.

Na loja de produtos oficiais, nada de camiseta do The Killers, principal atração de 29 de março. Os vendedores informaram que elas se esgotaram às 15h00, e que provavelmente não seriam mais vendidas nos outros dias.

No palco Perry, o criador do festival, Perry Farrell, foi barrado por um dos seguranças por estar sem credencial. “Ele precisa dar o exemplo”, afirmou o ousado funcionário sobre a polêmica com seu chefe. Acredite se quiser!

Desde cedo, muito rock alternativo embalava o público que andava por todos os palcos. Tokyo Savannah, Agridoce, Of Monster and Men, The Temper Trap, Cake, Crystal Castles, Flaming Lips e o DJ Deadmau5, se dividiram pelos setores do Lolla e aquecerem o público para a cereja do bolo.

Com cinco minutos de atraso, às 21h35, o The Killers subiu no palco Cidade Jardim e já colocou fogo em 52 mil fãs molhados, sujos e suados, com “Mr. Brightside”. Antes de tocarem “Somebody Told Me”, o vocalista Brandon Flowers brincou com os fãs ao mostrar seu sapato cheio de lama, situação semelhante aos que estavam no gramado.

Em pontos altos do show, “Spaceman”, “Human”, a nova “Runaways” e “All These Things That I’ve Done” foram as mais festejas, além de um gran finale estiloso com “When You Were Young”, que foi acompanhada por uma forte chuva, apenas nesta música. Era como se tudo fizesse parte de um cenário pra lá de empolgante que o curto, porém intenso show do The Killers, levou ao Lollapalooza. Veja a apresentação completa neste link (vídeo).

Na saída, uma procissão levava o público de volta para casa. Para quem ia de metrô, muita confusão na entrada da Estação Butantã, que não suportou a forte carga de público que saia do festival. Para quem ia de trem, não ia, pois metade da Linha 9 –  Esmeralda da CPTM – estava fechada para obras, o que deixou muita gente circulando pela Marginal Pinheiros em busca de ajuda.

Apesar de tudo, o público saiu feliz do primeiro dia de um festival que tem tudo para ser um dos maiores e melhores eventos musicais realizados no Brasil. E foi só o início… Neste sábado (30) e domingo (31), tem mais! Saiba tudo aqui!

Setlist – The Killers

1 – Mr. Brightside
2 – Spaceman
3 – The Way It Was
4 – Smile Like You Mean It
5 – Miss Atomic Bomb
6 – Human
7 – Somebody Told Me
8 – For Reasons Unknown
9 – From Here An Out
10 – A Dustland Fairytale
11 – Read My Mind
12 – Runaways
13 – All These Things THat I’ve Done

Bis

14 – This Is Your Life
15 – Jenny Was A Friend Of Mine
16 – When You Were Young

Fotos exclusivas

Álbum no flickr, clique aqui!

Por: João Victor Vieira
Edição/complemento: Diego Centurione e Álvara Bianca
Com algumas informações do LBR e GE
Fotos: João Victor Vieira (exclusivas) e Cambria Harkey (The Killers)

« Hino do rock nacional, Cabeça Dinossauro, ganha novo clipe
The Killers: assista ao show realizado no Lollapalooza Brasil »

Categorias

Exclusivo! Fotos Shows & Eventos

Tags

Nenhum comentário