Capital Inicial homenageia Chorão em show mais longo da carreira (atualizado)

março 24th, 20132 Comments »Última Atualização: março 27, 2013

Em uma noite fria, porém agradável em São Paulo, o Capital Inicial estreou a turnê “Saturno” com 35 minutos de atraso, porém em grande estilo. A banda, capitaneada pelo simpático e animado Dinho Ouro Preto, mostrou que segue em forma e se colocou de maneira respeitável diante de um Credicard Hall lotado, com pelo menos três gerações de roqueiros na plateia. O show aconteceu neste sábado (23).

Logo de início, um tripé de fogo, com “O Bem, o Mal e o Indiferente”, “Depois da Meia-Noite” e “À Sua Maneira”, incendiou o público. No primeiro intervalo, uma mensagem emocionante de Dinho ao recém falecido cantor Chorão, que, em suas palavras, “foi uma perda irreparável para o rock brasileiro”. Após uma salva emocionada de palmas, o clima de festa retornou com uma porrada de canções do novo álbum Saturno, e um mosh sensacional de Dinho, que saiu da ponta do palco e foi parar na frente dos fãs que estavam nas poltronas. Passeando por toda a pista e pulando nas mãos do primeiro que pedisse, o vocalista da banda brasiliense colocou no bolso qualquer vestígio de pressão, que se tornou maior após o já citado atraso.

A apresentação, a mais longa da carreira de mais de 30 anos do Capital (+- 02h30), contou ainda com uma série de efeitos especiais de gostos discutíveis, que incluíam luzes de led, jatos de fumaça e um polvo gigante na reta final do show, porém executados com qualidade de primeiro mundo, um cover invejável de “Seven Nation Army”, do White Stripes, “Eu Vou Estar”, canção gravada com Zélia Duncan, que há tempos não pintava em um show do grupo, além, claro, dos clássicos “Natasha”, “Música Urbana” e “Fogo”.

Em mais uma abertura de turnê, o Capital Inicial se apresenta como uma banda para todos os gostos, em um show (ou espetáculo, como preferir) que agrada mesmo os que torcem o nariz para o som dos brasilienses, com um envolvimento e interação extremamente pessoal com o público; uma série de questionamentos relacionados à política, corrupção do Estado, religião e outras questões pertinentes, e muita simplicidade. Mesmo após três décadas, o grupo segue na ponta da língua de mais uma geração de roqueiros, que interagem com seus país como se fossem amigos do passado, como se ainda não tivéssemos saído dos anos 80.

Fotos

Veja imagens oficiais da banda, clique aqui!

Setlist

O BEM, O MAL
DEPOIS DA 1/2 NOITE
A SUA MANEIRA
APOCALIPSE
FATIMA
COMO SE SENTE
EU VOU ESTAR
FOGO
O LADO ESCURO DA LUA
VALSA DO INFERNO
MUSICA URBANA
SEVEN NATION ARMY
CRISTO REDENTOR
NATASHA
SAQUEAR BRASILIA
MULHER DE FASES
INDEPENDÊNCIA
4 X VC
AGUA E VINHO

Por: João Victor Vieira (Colaborador RR)
Edição: Diego Centurione
Colaborou: Malú Botelho
Foto: Manuela Scarpa/Rio News 

« Atividades celebram os 40 anos de “The Dark Side of the Moon”, do Pink Floyd
Banda Pata de Elefante anuncia seu fim »

Categorias

Shows & Eventos

Tags

Comentários

2 Comments

  1. Em Ponta Grossa no Paraná dia 18/05/2013 eles bateram o record e fizeram um show de +- 03h10


Festivais no Brasil

    Nenhum data presente

Apoio