RPM fala sobre retorno, internet e novos projetos, em exclusiva ao Reduto do Rock

março 14th, 20120 Comments »Última Atualização: março 2, 2013

Depois de algumas idas e vindas, o RPM, de Paulo Ricardo (vocal), Fernando Deluqui (guitarra), Paulo P.A. Pagni (bateria) e Luiz Schiavon (teclados e programação) se reencontrou e, desta vez, promete uma reunião duradoura. O ponto de partida é o CD Elektra (Building Records), que foi lançado no final do ano passado e traz uma pegada mais eletrônica. Trata-se de um álbum duplo, com um disco de inéditas e outro com remixes do Dj Joe K.

Para saber as novidades sobre o retorno do RPM, o Reduto do Rock conversou com Schiavon (ao centro na foto), que falou sobre esta nova etapa. Em plena era da internet, a banda que surgiu na época do vinil, também dá sua opinião sobre a disseminação musical na rede e os problemas que, ultimamente, tem envolvido o download gratuito.

Confira a entrevista exclusiva.

Reduto do Rock – O que levou vocês a se reunirem?

Luiz Schiavon - Desde 2008, quando saiu o box “Revolução”, comemorando os 25 anos da banda, vínhamos pensando em um retorno, mas para isso deveria haver a concordância de todos da banda de que precisaríamos de um álbum de inéditas e tempo para dedicação exclusiva. O RPM não pode ser segundo emprego, exige atenção permanente. Em 2010, nos reunimos para conversar sobre isso e as agendas permitiram o reencontro.

RR – O que motivou as separações anteriores?

LS - Sempre divergências musicais. Nunca houve um conflito pessoal, sempre foram questões ligadas aos rumos e conceitos.

RR – Sendo músicos que iniciaram a carreira nos anos 80, em que a venda de discos era a principal forma de uma banda alcançar sucesso e conseguir viver de música, o que muda no trabalho de vocês agora, na era da internet, visto que o RPM chegou a atingir a marca de cinco milhões de discos vendidos nos primeiros anos de carreira?

LS - A Internet se tornou o grande facilitador do contato entre artista e público. Mesmo que as vendas de álbuns físicos tenham caído, o fato é que nunca se ouviu tanta música. Basta ver o volume de shows que existe hoje. Todas as semanas temos diversas atrações, nacionais, internacionais, novas, clássicas e isso se deve à velocidade que a internet dá à informação.

RR – Ainda sobre essa revolução da internet, o que vocês acham sobre os downloads de músicas, não os que têm a intenção de lucrar com a pirataria, mas das pessoas que baixam músicas para consumo próprio?

LS - Somos totalmente favoráveis, tanto que disponibilizamos quatro músicas para download free.

RR – E o que vocês acham de, depois que as pessoas já se acostumaram com esta espécie de “democratização musical” através dos downloads, as autoridades norte-americanas quererem banir esta possibilidade da música alcançar todos os públicos e classes sociais de maneira gratuita?

LS - Pessoalmente sou contra. Não se pode comparar uma criança de sete ou oito anos, que desce suas musiquinhas para por no iPod, com um industrial chinês, que prensa milhões de CDs piratas. Tem que haver bom senso, expressão que as “autoridades” norte-americanas parecem não lembrar o que quer dizer.

RR – Neste retorno, como tem sido o público nos shows de vocês? Atingem os fãs da primeira fase da banda ou você já enxergam os filhos desta geração curtindo o trabalho de vocês?

LS - Temos recebido platéias de todas as idades. É normal termos a moçada de 15 a 25 nos shows, cantando as músicas novas e também os clássicos. E é claro que uma boa parte é formada pelos fãs das décadas de 80 e 90. O bacana é ter essa diversidade, que mostra que o repertório do RPM sobreviveu bem ao teste do tempo.

RR – E agora, os fãs podem esperar por um retorno duradouro? Quais as novidades para este ano?

LS - Duradouro e fértil! Vamos seguir em 2012 com a turnê “Elektra” e no meio do ano devemos gravar um DVD. Os planos incluem um novo CD de inéditas para 2013. E assim por diante. Temos muita lenha pra queimar!

Mais sobre o RPM no site: www.rpm.art.br.

Por Lisiane de Assis e Diego Centurione

« Festival Natura Nós é substituído por evento de música brasileira
Jornal: Jovens da Rocinha cantarão no show de Roger Waters »

Categorias

Entrevistas Entrevistas Reduto Exclusivo!

Tags

Comentários

Nenhum comentário