Morrissey e Waters declaram apoio à Argentina na questão das Ilhas Malvinas

março 3rd, 20120 Comments »Última Atualização: março 6, 2012

Os músicos britânicos Steven Morrissey e Roger Waters (na foto) apoiaram a Argentina na questão das Ilhas Malvinas, território atualmente pertencente ao Reino Unido. Eles ressaltaram que o povo britânico considera a terra de propriedade dos argentinos, e criticaram a postura do Parlamento. Ambos estão em turnê pela América do Sul e se apresentarão no Brasil.

Morrissey se apresentou na quarta-feira (1º de março) em Córdoba, na Argentina. O ex-integrante da banda The Smiths manifestou seu apoio aos argentinos antes de cantar “Please, Please, Please Let Me Get What I Want”, sucesso de seu antigo grupo.

O músico declarou: “Vocês sabem que as Ilhas Malvinas, como todos sabem, pertencem à Argentina. Não culpem o povo britânico, sabemos que as ilhas pertencem à Argentina”. Tal fala do ex-Smiths foi muito aplaudida pelas três mil pessoas que estavam no show.  A turnê, que já passou pelo Chile, segue na Argentina e vem ao Brasil (saiba tudo aqui).

O também britânico e ex-componente do Pink Floyd, Roger Waters, comentou sobre o assunto das Ilhas Malvinas (chamadas pelos britânicos de Ilhas Falkland). Waters foi ainda mais incisivo e não poupou críticas ao Parlamento Britânico durante entrevistas à mídia chilena.

Waters disse a uma emissora do Chile: “Não há nada que eles gostem mais do que se levantar nas casas do Parlamento, colocar as mãos nos quadris e dizerem: ‘As Falkland são britânicas e sempre serão, e enquanto os nativos queiram ser britânicos, a vontade deles será apoiada’. Que besteira!”, declarou.

Ele ainda disse que a Guerra das Malvinas, em 1982, matou muitos britânicos e argentinos, servindo para “salvar a carreira política de Margaret Thatcher” e que tal briga serviu para “desviar o foco de discussões políticas sérias” e que a disputa estaria sendo novamente usada com o mesmo objetivo, dessa vez pelo primeiro-ministro britânico David Cameron.

Roger Waters, que chegou a se reunir com o presidente chileno e com uma líder estudantil, seguiu com as críticas quando questionado se não estaria “traindo” o país com as declarações. Ele ressaltou que se sentia envergonhado do passado colonial do país e da atuação como um “Império por 150 anos ou mais”. Waters finalizou dizendo que a vontade dos nativos da ilha precisa ser respeitada. A turnê “The Wall” passa pelo Chile e vem ao Brasil entre o final de março e o começo de abril (informações aqui).

O ano de 2012 marca os trinta anos da Guerra das Malvinas, disputa pela soberania das ilhas entre o Reino Unido e a Argentina, que em 1982 teve a vitória das tropas britânicas. Desde então, os argentinos lutam pela soberania do arquipélago. O ator de Hollywood Sean Penn também já havia declarado seu apoio aos argentinos nessa questão.

Por: Tiago Keese (Colaborador Reduto do Rock)
Edição: Diego Centurione
Fontes: O Globo, 
Rock em Geral, The Telegraphy e Ansa

« Festa rockeira em SP terá renda revertida para desabrigados do Rio Acre
Apocalyptica fará única apresentação no Brasil »

Categorias

Geral

Tags

Comentários

Nenhum comentário