Especial: O dia do Rock no SWU 2011

novembro 15th, 20110 Comments »Última Atualização: novembro 30, 2011

Depois de um primeiro dia dedicado ao pop e hip hop, e um segundo com algum rock (Ultraje a Rigor, Chris Cornell e Lynyrd Skynyrd), o terceiro dia do SWU Music & Arts Festival foi o com mais atrações Rock n’ Roll.

Claro que o Reduto do Rock não poderia perder isso! Partimos rumo a Paulínia/SP, nesta segunda-feira (14), para acompanhar as apresentações de perto.

Acompanhe como foram alguns dos principais shows do último dia do festival, que foi encerrado por uma das maiores bandas de rock dos anos 90, Faith No More.

O Sonic Youth, uma das clássicas bandas do rock alternativo, voltou ao país.

Como não poderia deixar de ser, a apresentação foi cheia de ruídos, solos e riffs dissonantes, constantes nos shows do grupo. A chuva incomodou a sintonia entre palco e público, deixando a apresentação morna, além de gerar um pouco de microfonia. O show terminou com maior empolgação com a sequência dos sucessos “Sugar Kane” e “Teenage Riot”.

A apresentação pode ter sido a última da banda, que tem um futuro incerto desde o anúncio do divórcio do casal Kim Gordon e Thurston Moore.

Mais um exemplar dos veteranos do rock, o Primus trouxe ao público muito de Funk Metal e Progressivo.

O baixista Claypool deu seu show a parte, não apenas pelo visual “Inglês da década de 20”, mas principalmente controlando de maneira incrível os ritmos das músicas, com muitos riffs, solos e melodias.

Os pontos altos do show, que levantaram a platéia, foram “Jerry Was a Race Car Driver” e “Wynona’s Big Brown Beaver”.

O Megadeth, liderado pelo vocalista e guitarrista Dave Mustaine, abriu seu show com a música “Trust”, levantando a platéia logo de cara. Sem deixar o público esfriar os ânimos, a banda emendou “Wake Up Dead” e “Hangar 18”.

“A Tuot Le Monde” levou os fãs ao delírio e de forma recíproca os caras demonstravam muito prazer em se apresentar mais uma vez em terras brasileiras.

Além dos clássicos, que mantiveram todos focados no show, a banda apresentou o single “Public Enemy No. 1″  do álbum recém lançado Thirteen (TH1RT3EN).

No final, os músicos presentearam o público com palhetas e Dave Mustaine jogou ainda suas munhequeiras.

Em estilo clássico, como é o som do Stone Temple Pilots, o vocalista  Scott Weiland sobe ao palco vestindo um terno cinza e com um megafone em mãos. A banda cativa o público logo na primeira música “Crackerman”.

Mais curto do que previsto, o show se manteve voltado para os singles mais antigos do grupo, que levantou a platéia  com  “Between The Lines” e a mais esperada “Plush”, um de seus maiores sucessos.

O Stone Temple Pilots se destaca ao vivo unindo uma qualidade musical que hipnotiza e agrada, bastando uma única guitarra de Dean DeLeo, a competência no baixo de Robert DeLeo e a precisão de Kretz nas baquetas.

Cumprindo o desejado pelo público o Alice in Chains, do novo vocalista William DuVal, preencheu o setlist com grandes clássicos da banda trazendo nostalgia ao SWU.

O grupo emocionou os presentes com “Down In a Hole” e “Nutsheel”, canções dedicadas a Layne Staley (vocal) e Mike Starr (baixo), ambos da formação original mortos por overdose. A platéia foi ao delírio também com “Man in The Box”, “Rooster” e “Would?”, que encerrou o show.

O vocalista do Faith No More, Mike Patton, é definitivamente um complexo de coisas loucas. E assim, como não podia deixar de ser, a banda fechou a última noite do festival.

Mike misturou no mesmo palco, flores, trajes brancos, poesia, rock n’ roll e palavrão. Se divertiu com o público, pulou a grade, controlou a câmera que fazia as imagens do show, escorregou e tomou banho de cerveja.

Enquanto tudo isso acontecia, o Faith No More apresentava um setlist que variava de músicas menos conhecidas a grandes sucessos levando o público (e Mike) ao delírio e cantando em coro. Assim aconteceu em “Easy” e “Epic”.

Como convidados inusitados, a banda trouxe ao palco o poeta pernambucano Cacau Gomes e o Coral de Crianças de Heliópolis, para cantar uma versão de “Just A Man”.

O público pediu bis após as “beijocas” enviadas pelo cantor e recebeu três músicas: um single ainda desconhecido (próximo álbum a vista?), “Diggin’ The Grave” e “This Guy’s In Love With You”. O que ninguém queria mesmo é que acabasse. Faltou “Falling To Pieces”, mas Faith No More é uma banda completa demais para que isso seja um problema.

Depois da grande apresentação, uma queima de fogos iluminou a noite chuvosa deixando todos ansiosos para o SWU 2012.

Assista ao show completo do Faith No More, clique aqui!

E fiquem ligados que publicaremos novas matérias especiais sobre o SWU 2011!

Por Diego Centurione e Malu Botelho (Colaboradora Reduto do Rock)
Fotos: Divulgação SWU
Foto Primus: Edson Lopes Jr./Terra

« Setlists dos shows do terceiro dia do SWU 2011
Assista ao novo clipe do Red Hot Chili Peppers »

Categorias

Shows & Eventos

Tags

Comentários no Facebook

Nenhum comentário