Festival João Rock comemora dez anos com estilo

junho 5th, 20113 Comments »Última Atualização: abril 23, 2012

A décima edição do festival de música João Rock reuniu neste sábado (4), no Parque Permanente de Exposições de Ribeirão Preto/SP, cerca de 25 mil pessoas.

“Salve João Rock, único a preservar o sangue do rock nacional”, gritou Chorão, do Charlie Brown Jr, no seu show no palco principal. E há de se concordar! O evento preservou o que há de melhor no pop rock nacional trazendo além da banda de Chorão, o CPM 22, Skank, Jota Quest, Lobão, entre outros. Duas atrações internacionais também marcaram presença, os neozelandeses do Katchafire e o vocalista do Men at Work, Colin Hay.

Shows:

O CPM22 voltou ao João Rock dez anos após sua primeira apresentação no festival. A banda tocou as conhecidas ”Tarde de Outubro”, “Dias Atrás”, “Um Minuto para o Fim do Mundo”, “Regina Let’s Go”, “Não sei viver sem ter você” e a recente ”Vida ou Morte”, do novo disco Depois de um longo Inverno.

Logo após o Skank, que participa do João Rock pela terceira vez, tocou por uma hora e meia sucessos como ”É uma Partida de Futebol”, “Três lados”, “Vou Deixar”, “Garota Nacional”, “Mil Acasos”, entre outros. ”É Proibido Fumar” foi tocada com Samuel Rosa, vocalista e guitarrista, pedindo um ’pouquinho mais de rock’ e agitando a galera.

Samuel elogiou a diversidade de estilos do evento. Já o tecladista, Henrique Portugal, em conversa com a equipe do Reduto do Rock, disse que se impressionou muito com o público e com o festival: “Gostei dos camarotes localizados atrás da pista, isso cria uma atmosfera de arena ao evento, trazendo o público para perto do palco”.

Em seguida, o público pôde assistir o Jota Quest e Natiruts no palco principal e o rockeiro Lobão no palco universitário. Com guitarras altas e canções como “Corações Psicodélicos” e “Blá Blá Blá”, Lobão deu uma aula do que é fazer um show de Rock n’ Roll. Após a apresentação, satisfeito, o músico comentou que adorou sua participação no João Rock.

Mais tarde, foi a vez dos citados no início desta matéria, o Charlie Brown Jr. A banda trouxe mais peso ao maior palco do evento com músicas como “Tudo que ela gosta de escutar”, “Proibida pra mim”, “Tudo Mudar”, “Se for já era” e a mais nova “Só os Loucos Sabem”. O vocalista Chorão ainda pulou do palco e beijou uma fã do meio da multidão.

Para encerrar a noite a grande atração internacional do evento. Colin Hay, do Men At Work, tocou grandes sucessos como “Everything I Need” e “Into My Life”. Colin ainda saudou o público em português: “É muito bom estar aqui”.

Encontro de músicos:

Por volta de 00h30,  reuniram-se no grande palco Alexandre Carlo, do Natiruts, Badauí, do CPM 22, Rogério Flausino, do Jota Quest, e Logan Bell, do Katchafire, que já havia tocado no palco dois do evento.

Organização:

O festival, que é semelhante ao SWU realizado em Itú no ano passado, contou com 11 bandas, dois palcos, tenda eletrônica e esportes radicais. Havia ainda grafiteiros mostrando sua arte ao lado do palco principal.

O evento teve uma ótima organização, com acesso tranquilo para os veículos e público. Não havia trânsito, muito pela escolha correta do local.

Na parte de alimentação, variedade de comidas e bebidas, quase nenhuma fila e preços justos.

Galeria de fotos: clique aqui!

Diego Centurione para Reduto do Rock
Foto do Chorão, vocalista do Charlie Brown Jr: por EPTV

« Aerosmith volta ao Brasil em outubro para show único
Kaiser Chiefs rejeita contribuição de Bowie e diz que seu novo álbum tem influência de Oasis »

Categorias

Shows & Eventos

Tags

Comentários

3 Comments

  1. Teeh disse:

    nossa foi muito bom muito mesmo nada substitui um show de Rock aaaaah ano q vem é nois dinovo

  2. Fran disse:

    Muitoo Bom,foi demais o Joao Rock,ano que vem tamô lá,se Deus quiser :*

  3. disse:

    Legal a matéria! Disse bem oque é o João Rock! Que tava muito foda! parabéns galera!


Festivais no Brasil

    Nenhum data presente

Apoio