Baterista do Kings Of Leon é acusado de homofobia por criador de Glee

janeiro 28th, 20117 Comments »Última Atualização: janeiro 28, 2011

Nathan Followill X Ryan Murphy

O baterista Nathan Followill, da banda Kings of Leon, teve que se desculpar com o criador da série Glee, Ryan Murphy, após ter feito um comentário considerado homofóbico.

A história começa com o Kings of Leon, que disse anteriormente que não quer ver suas músicas em Glee. Murphy, por sua vez, chamou a banda de “idiotas egoístas”. Nathan não gostou do comentário e escreveu o seguinte em seu twitter:

“Caro Ryan Murphy, vá ver um terapeuta, faça manicure, compre um sutiã novo. Feche a matraca e foque na educação primária, como se diz.”

O blogueiro de celebridades Perez Hilton entrou em contato com Murphy, que comentou o tweet de Nathan por e-mail.

“Acabei de ler o tweet de Nathan Followill, no qual ele diz que eu deveria ‘fazer minhas unhas e comprar um sutiã’. Nossa. Este é um homofóbico precisando desesperadamente de educação. Sou super a favor de manicures, mas não uso sutiã. Acredito que muitos caras gays não usem também. Mas isto diz que Nathan pode levar um grupo de pessoas a um clichê ruim, num período em que jovens gays estão se matando no país por causa do ódio como este.

Considerando isto, eu adoraria sentar com Nathan, ou com qualquer membro do Kings and Leon [sic], e dizer como em Glee realmente amamos a música deles e apoiamos seu trabalho… Mas não dá para perdoar, tampouco rir de seu desprezo evidente com os homossexuais.”

Em seguida Nathan pediu desculpas pelo twitter:

“Eu peço desculpas para todos que entenderam errado meu comentário, dizendo que foi homofóbico. Eu realmente não sou este tipo de pessoa. Eu sinceramente peço desculpas.”

Fontes: Reduto do Rock e Cifra Club News

« Matanza anuncia novo álbum e lança duas músicas no MySpace
O melhor do @redutodorock em 27/01/11 »

Categorias

Geral

Tags

Comentários

7 Comments

  1. Karina disse:

    Sei lá, mas acho que o Ryan Murphy tá meio que querendo causar um pouco.

  2. Fabrízio Spoladore disse:

    O comentário do Nathan não tem nada de homofóbico! Quer dizer que chamar o cara de “idiota egoísta” pode. Revejam seus conceitos, vocês estão dando muitos direitos a pessoas que não merecem. Preconceito é abominável, seja por orientação sexual, ideológica; preconceito racial, social, é algo realmente desprezível. Mas até onde vai o coitadismo? Homofobia por definição denota ódio, o comentário do Nathan foi apenas irônico, no muito sarcástico.

  3. Fabrício disse:

    Essa paranóia homofóbica já está indo longe demais. Daqui a algum tempo você vai ser acusado de homofóbico pelo simples fato de defender o seu ponto de vista hétero.

  4. Mario Baptista disse:

    Homofobia?!?! Eles estão indo longe demais com esse negócio, as pessoas precisam abrir os olhos. O Nathan nem precisava se desculpar, o comentário dele não tem nada de preconceituoso, ao contrário de “idiotas egoístas”.

  5. Pera lá, foi o Ryan Murphy que começou com os xingamentos por conta da negação do Kings de deixar as músicas deles serem interpretadas em um seriado de TV. Na boa: acho isso completamente aceitável, visto que o Kings é uma banda de rock extremamente boa, e Glee geralmente interpreta artistas voltados para o público pop. É complicado porque a proposta de Glee não é atraente (eu, pelo menos, não gosto do seriado). Imagina bem a interpretação das músicas do Kings of Leon que eles fariam…
    Agora o cara chegou atacando. Completamente aceitável que os integrantes tivessem o direito de resposta. Ryan considerou uma boa hora para acusar Nathan de fazer comentários homofóbicos como forma de “neutralizar” os xingamentos que ele fez anteriormente e deixar que a polêmica se volte completamente para o baterista.
    Na boa, Ryan: podia ter dormido sem essa. Kings of Leon não é banda pra ser interpretada em Glee com aqueles números musicais que certamente trariam uma versão muito mais pop. Kings of Leon é banda de ROCK! Sem mais…

  6. Fany disse:

    Sutiã,sutiã…