“All You Need Is Love” emociona fãs dos Beatles no Recife

agosto 8th, 20102 Comments »Última Atualização: janeiro 27, 2011

Não é preciso ser nenhum beatlemaníaco para se impressionar. As semelhanças entre o grupo paulista All You Need is Love, que se apresentou nesta sexta-feira (6) no Teatro Guararapes, em Olinda, no Grande Recife e a mítica banda de Liverpool, criada há 50 anos, são quase inacreditáveis. Não se trata de um simples cover. É praticamente uma incorporação dos Beatles, com direito a guitarras, baixos e baterias do mesmo modelo que as usadas pelo grupo na década de 1960, figurinos, trejeitos e até conversas em inglês entre os integrantes (com o indissociável sotaque britânico), que fizeram o público entrar de corpo e alma no clima do show-homenagem.

Já nas longas filas que se formaram antes do início do show, podia-se perceber o estado de espírito da plateia, que praticamente lotou o teatro do Centro de Convenções. Pessoas de todas as idades e gostos musicais se juntaram para reverenciar a banda de mais sucesso e influência do século 20 (e por que não dizer, do 21?). O cenário para uma noite inesquecível já estava pronto. E o espetáculo respondeu às expectativas.

Vestidos à caráter, César Killes (Paul McCartney), Sandro Peretto (John Lennon), Thomas Arques (George Harrison) e Renato Almeida (Ringo Starr) – acompanhados por Anselmo Duarte, como o produtor George Martin, considerado por muitos o quinto elemento do grupo -, abriram o a primeira parte do show com I wanna hold your hand, primeiro grande sucesso dos Beatles. Daí em diante, foram destilados mais 16 hits, entre eles Help, Can’t buy me love, Ticket to ride e Twist and Shout, que deixou grande parte da plateia rouca. Deste bloco, destaque para a interpretação incrível de Yesterday, com César Killes sozinho no palco.

O trecho inicial do espetáculo foi suficiente para emocionar Eliane Sultanum, de 60 anos, que, logo na primeira música, usou uma echarpe para cobrir os olhos. “Fiquei bastante emocionada. Parecia que estava ouvindo eles. Os Beatles fazem parte de toda a minha vida”, contou. Na terceira fila, dançou, cantou, gritou, como se estivesse com 14 anos, idade que, segundo ela, começou a seguir a carreira do Fab Four.

A pausa para troca de roupas foi preenchida por Anselmo Duarte, que, em português, tratou de atualizar os menos fanáticos sobre algumas particularidades da história da banda inglesa. Sozinho, ele ainda cantou – junto com o público – Here, there and everywhere e Michelle. No segundo e último intervalo, apresentou Imagine e The long and winding road. As intervenções foram as únicas oportunidades de ouvir interpretações, e não imitações.

Na segunda parte, a fidelidade na caracterização dos rapazes de São Paulo ficou ainda mais evidente. Trajando as fardas psicodélicas e coloridas da época do disco Sgt. Pepper’s Lonely Hearts Club Band, eles mostraram que nenhum detalhe ficou esquecido. Até os bigodes de Ringo Starr foram imitados. Musicalmente, a semelhança também foi incrível. Mesmo sem a presença de uma orquestra (que gravou em janeiro, em São Paulo, o primeiro DVD do grupo paulista, que existe há 15 anos), os arranjos foram idênticos aos originais. Além da música Sgt. Pepper’s Lonely Heart Club Band, a segunda parte teve apenas quarto canções: With a little help from my friends, Lucy in the sky with diamonds, Hello, Goodbye e Yellow submarine.

No terceiro e último trecho do show, o visual adotado foi o do disco Abbey Road, aquele imortalizado pela foto do Fab Four andando sobre a faixa de pedestres. Com quase duas horas de show, que começou cerca de meia hora atrasado, o público ainda pedia mais. E depois da arrebatadora sequência Don’t let me down, Get Back e Oh, Darling, capaz de tirar a voz do melhor dos vocalistas, o All You Need is Love ensaiou uma despedida tímida do palco. Tiveram a reação esperada de fãs histéricos dos Beatles, que imploraram pelo bis. Voltaram – desta vez, falando em português – para apresentar a música título do espetáculo e da banda, que, para César Killes, “resume bem a obra deles”.

Para finalizar, pediram para a plateia sugerir uma música que estava faltando (e, como não podia ser diferente, faltaram muitas, como Strawberry Fields Forever ou A day in the life). Hey Jude foi a escolhida e terminou o show com a mesma energia do início, já próximo à meia-noite. Os artistas, que vieram pela primeira vez ao Nordeste, se disseram impressionados com o fervor do público recifense. “Se nós soubéssemos que vocês são tão maravilhosos, teríamos gravado o nosso DVD aqui. Aqui é o lugar”, declarou Sandro Peretto, arrancando mais gritos e aplausos da plateia.

Ao fim do espetáculo, no camarim, o grupo ficou quase uma hora recebendo fãs, ainda vestidos como Beatles, tirando fotos e autografando discos. Houve até quem ganhasse uma lembrança especial do show. O estudante Iago Souza, 14, foi com a mãe ao show e voltou com uma palheta para casa. “Estou aprendendo a tocar violão. Não conhecia muito bem a banda, mas agora vou tentar tocar as músicas. É muito bom”, afirmou, entusiasmado.

Apesar da clara vocação cover, o público saiu do teatro com a impressão de que havia consumido um produto original, e não pirata.

Set list
1. I wanna hold your hand
2. Please, please
3. From me to you
4. All my loving
5. Ticket to ride
6. Boys
7. She loves you
8. Eight days a week
9. Hard day’s night
10. Can’t buy me Love
11. We can work it out
12. Everybody is trying to be my baby
13. Help
14. Yesterday
15. I saw her standing there
16. Roll over Beethoven
17. Twist and Shout
18. Here, there and everywhere
19. Michelle
20. Sgt. Pepper’s Lonely Heart Club Band
21. With a little help from my friends
22. Lucy in the sky with diamonds
23. Hello, Goodbye
24. Yellow submarine
25. Imagine
26. The long and winding road
27. Revolution
28. Back to the U.S.S.R.
29. Come together
30. Let it be
31. Something
32. Don’t let me down
33. Get back
34. Oh, Darling!
35. All you need is love
36. Hey Jude

Matérias relacionadas
A noite em que o Villa Country virou Villa Rock!
Assista aos vídeos da banda All You Need Is Love
Espetáculo musical “All You Need Is Love” em São Paulo

Agenda de shows
http://redutodorock.com/agenda-shows-nacionais/

Fontes: Reduto do Rock e JC ONLINE

Fique ligado e participe da nossa promoção: Reduto do Rock enlouquece no mês do Cachorro Louco

« U2 retorna aos palcos com três músicas novas
Depois dos discos de vinil, fita cassete ensaia retorno »

Categorias

Shows & Eventos

Tags

Comentários

2 Comments

  1. Manhattan Apresenta:

    ROCK IN HISTORY (Qui-30/09 e Sex-01/10).
    A história do rock cantada e tocada pelos Beatles 4 ever.
    Com exposição de Guitarras Vintage.

    BEATLES 4 EVER (Qui-07/10, Sex-08/10 e Sáb-09/10)
    Venha comemorar os 70 anos de JOHN LENNON
    com a melhor banda cover do Beatles do Brasil.

    Vendas de mesas no Manhattan.
    Informações:81.3325-3372
    http://www.manhattanbar.com.br

  2. BEATLES 4 EVER

    O grande sucesso estará de volta no Manhattan.
    Garanta logo a sua mesa.

    Projeto Cover dos Beatles e Rock In History
    com COMBO especial para assistir aos dois shows.

    · QUINTA 13 DE JANEIRO – BEATLES 4 EVER

    MESA PARA 4 – R$240,00

    · SEXTA 14 DE JANEIRO – ROCK IN HISTORY

    MESA PARA 4 – R$240,00

    · SÁBADO 15 DE JANEIRO – BEATLES 4 EVER

    MESA PARA 4 – R$320,00

    O combo funciona:

    QUINTA + SEXTA =
    Custará R$100,00 reais por pessoa, sendo no mínimo mesa para 4 lugares.

    SEXTA + SÁBADO =
    Custará R$120,00 reais por pessoa, sendo no mínimo mesa para 4 lugares.


Festivais no Brasil

    Nenhum data presente

Apoio