Programa de rádio reúne rockeiros em São Paulo

junho 3rd, 20100 Comments »Última Atualização: junho 3, 2010


A cantora Pitty estava amuada com a programação das rádios paulistanas. Quando visitou a rede Transamérica no ano passado, mostrou seu descontentamento à gerente artística do local. “Nem as minhas músicas mais estavam tocando”, lembra a baiana. O papo na rádio rendeu. A pagação de bronca seria o embrião do que se tornaria o programa “Segunda-feira Sem Lei” (exibido todas as segundas, às 21h), que chegou à sua nona exibição nesta semana. O jornal Diário de S. Paulo acompanhou o encontro entre os amigos Pitty, Daniel Weksler (marido da cantora e baterista do NX Zero), Paulo Miklos (Titãs) e Beto Bruno (Cachorro Grande) na sede da rádio, localizada na zona oeste.

A atração, que começou sendo gravada, ganhou ares de programa ao vivo há duas semanas. Pitty e Dani são os primeiros a chegar à rádio, às 20h15. “Cadê todo mundo?”, pergunta a cantora. A noite fria e o trânsito intenso em São Paulo atrasaram Miklos e Bruno. “Vamos organizar a ordem das músicas e deixar os atrasados de fora”, brinca Weksler.

Na atração de uma hora, artistas como Ryan Adams, Cramps, Rolling Stones e Prodigy explodem no horário nobre da programação. “Estamos fazendo algo revolucionário”, afirma Pitty. “Mostramos bandas que nunca teriam espaço numa rádio pop como a Transamérica. Assim nossos fãs podem entender um pouco de onde vêm nossas influências.” A escolha do quarteto foi natural. Além de Pitty querer mostrar que seu marido tem um gosto diferente do som de sua banda (o NX Zero), Beto Bruno e Paulo Miklos atuam como pilares de suas gerações. “Os dois entendem muito de música. São enciclopédias”.

Na sala de espera, Miklos e Bruno chegam, mas preferem dividir um cigarro antes de entrar no estúdio. Bruno traz consigo uma garrafa de uísque e assuntos como Jimi Hendrix, vinil e o show da banda Aerosmith do último sábado, quando a Cachorro Grande, sua banda, abriu o concerto, no Palestra Itália. “Não fomos vaiados. Foi uma vitória”, ri Beto.

Dentro do estúdio, o clima é de total descontração. Pitty dança com Paulo Miklos. Beto divide uma dose de uísque com Daniel, enquanto o locutor Dinho Oliveira pilota a mesa de som. Pitty pergunta: “Por que locutor de rádio tem que gritar tanto? Parece neguinho que faz propaganda da Casas Bahia”. É quando percebe que há três câmeras filmando tudo para a internet e grita: “Esqueci que tinha esse monte de m… aqui!”. “Relaxa. Finge que não tem ninguém vendo”, diz Dinho.

Além de bandas menos conhecidas do grande público, a turma sempre escolhe uma novidade para tocar no final de cada programa. Desta vez, é a banda de Curitiba Anacrônica que ganha o selo de “aposta”, depois de uma votação apertada com a banda Sabonetes.

A única reclamação do quarteto é com relação ao tempo no ar: “Galera, vamos bombar o Twitter (@segundasemlei) e o site da rádio (www.transanet.com.br, onde também é possível escutar sempre o último programa) para termos duas horas”, pede Pitty. Para a câmera, ela mostra uma folha sulfite com o endereço do programa no Twitter: “Pareço aquelas mulheres que carregam placas de golfe”. “Golfe? É boxe!”, brada a ala masculina. “Para vocês verem como não entendo nada de esporte”, ri a cantora.

Sem preocupação com números de audiência, o quarteto diz não estar ganhando absolutamente dinheiro nenhum com a empreitada. “Se der certo e entrar patrocínio, ótimo”, conta Pitty. “Mas, por enquanto, já estamos muito felizes de termos um programa só nosso”.

Matérias relacionadas:

Cachorro Grande fala sobre carreira, Aerosmith, Oasis e muito mais

Arnaldo Antunes e Titãs encerram Virada Cultural de São Paulo

Som Brasil homenageia Rita Lee

Fonte: Diário de S. Paulo

« Yoko Ono elogia Oasis e Flaming Lips
Paul McCartney recebe prêmio na Casa Branca »

Categorias

Geral

Tags

Comentários

Nenhum comentário


Festivais no Brasil

    Nenhum data presente

Apoio