Inicia 2ª temporada do Geléia do Rock no Multishow

abril 18th, 20100 Comments »Última Atualização: março 2, 2013

Um grupo de 18 jovens que gostam de música, de tocar e cantar por hobby, terá a chance de se aprimorar, aprender com grandes músicos, e ainda fazer um show no Multishow. “Geléia do Rock” não é um concurso de bandas novas e nem tem a pretensão de lançar um grupo. O apresentador Beto Lee e o produtor artístico Jorge Davidson vão dar dicas aos participantes e convidar músicos famosos para divertidas jam sessions. Tudo acontece no histórico estúdio Toca do Bandido, por onde já passaram os principais nomes do rock brasileiro. As gravações começam em 1º de maio e vão até o dia 25 e os participantes terão de fazer bonito, mostrando seu diferencial em duelos musicais.

Agora começa a segunda a temporada e 17 participantes já foram divulgados. O último será escolhido pelo público. São 5 candidatos; veja os vídeos e ajude na escolha do seu preferido, clicando aqui! Entre eles estão: Bernardo Brigagão (Rio de Janeiro/RJ), Crístofer Grings (Porto Alegre/RS), David Selingardi de Melo (Rio Claro/SP), Gabi Melo (Belo Horizonte/MG) e Joana Mendonça (Rio de Janeiro/RJ).

Falamos com alguns candidatos e participantes, saiba o que eles tem a dizer dessa experiência.

Bernardo Brigagão:“Desde criança, meu maior sonho sempre foi me tornar um grande cantor de Rock, capaz de levar mensagens positivas e amor à vida das pessoas, fazendo assim, um mundo melhor para todos. Passava horas e horas trancado no meu quarto, tentando cantar as músicas das minhas bandas favoritas, fazendo poses em frente ao espelho e fingindo que o controle remoto da TV era meu microfone. Procurei desenvolver minhas habilidades ao longo do tempo e, cada vez mais, a música foi assumindo um papel indispensável em minha vida, se tornando meu bem mais precioso. Participei de bandas com amigos e bandas com desconhecidos, que futuramente se tornaram amigos. Cantei para públicos compostos de amigos e para públicos compostos de rostos, por mim, nunca vistos anteriormente. Na minha busca por crescimento e conhecimento, ingressei no curso de licenciatura em música, pela faculdade Unirio, aonde pude ampliar meus horizontes e conhecer pessoas maravilhosas. Isso tudo me tornou quem sou hoje e, dessa forma, me sinto pronto e disposto a vivenciar todas as aventuras propostas pelo Geléia do Rock. Lá, creio que meu maior aprendizado será dar total valor e atenção à questão do trabalho autoral. Possuo várias composições próprias, porém a maioria está inacabada. Vejo no programa uma ótima oportunidade de conseguir terminá-las, contando com o auxílio dos companheiros(as) no jogo e dos profissionais incríveis lá presentes, que nos darão ótimos conselhos. Tendo a feliz chance de entrar no programa, certamente estarei de cabeça e coração abertos para o que a vida na Toca do Bandido me oferecer. Será uma experiência incrível (ou melhor, já está sendo!). Obrigado ao site Reduto do Rock pela iniciativa em divulgar o programa e obrigado, principalmente, por nos ceder esse espaço, para que possamos falar um pouco sobre nós e sobre nossas expectativas. E MUITO OBRIGADO a todos que estão torcendo e votando à meu favor nessa disputa pela última vaga no Geléia! Espero poder representá-los lá dentro! Um grande abraço apertado à todos! *Quem quiser conhecer melhor meu trabalho como cantor, é só acessar www.youtube.com/bernardobrigagao. Lá, estão compilados nos ‘Favoritos’ todos os meus vídeos existentes no Youtube, no momento.”

Crístofer Grings: “Essa oportunidade vai me fazer crescer musicalmente, confiar no meu trabalho e mostrar para as pessoas um pouco do meu trabalho. Procuro ser o mais transparente possível nas minhas composições, quem escutar meus sons vai me conhecer por completo. Componho com o coração. Todo músico que está iniciando precisa de apoio e esse programa, caso eu passe, vai ser de muita ajuda para a minha carreira. Vou mostrar quem eu realmente sou, sem máscara e sem restrições. Minhas músicas serão polêmicas e diferenciadas. Conto com a ajuda de todos para a realização desse sonho!”.

Gustavo Lima Raulino: “Participar do programa será uma ótima oportunidade de divulgar o meu trabalho. Tenho uma banda chamada MUNDO SAPIENS, e acredito que o programa será uma ótima oportunidade de mostrar a energia que coloco neste projeto. Na Toca, pretendo fazer um som dançante com essa galera incrível. Aliás, o ponto forte do programa sem dúvida será a união dos integrantes, pessoas com grande talento e com as quais já estabeleci uma relação afetuosa muito forte”.

Jayme Monsanto: “Estou muito ansioso! Vai ser sensacional tocar com músicos desconhecidos e talentosos com backgrounds tão diferentes. Também quero ouvir a voz da experiência dos jurados e convidados, e tentar tirar deles lições que me façam crescer como músico. Outra coisa legal é a possibilidade de apresentar pela primeira vez muitas das minhas composições: componho músicas muito diferentes entre si, de maneira muito livre e talvez por isso nunca tive a oportunidade de usar algumas das minhas músicas em nenhuma das bandas que eu tive. Tenho uma gaveta de idéias musicais bem extensa, todas elas esperando para ver a luz do dia. Espero ainda que a exposição faça com que mais pessoas se interessem pela minha banda The Cheddars (www.myspace.com/thecheddarsband). A gente tem um som bem legal, atual, com melodias inesperadas”.

Leonardo Vieira: “A oportunidade de estar em um lugar em que você conhece poucos é magnifica! No meu cotidiano, respiro música, já vivo disso e pra isso. Mas por alguns dias terei ao meu lado pessoas que também sentem isso e poderei compartilhar essa experiência sensacional. Quando paro pra pensar sobre, nem acredito. Nada foi facil pra mim: viver de música nesse pais é uma tortura cotidiana e, nessa situaçao, foi tudo muito natural, de uma forma que eu tive certeza q iria dar certo. Sobre a toca do bandido é um sonho que vou realizar, amo gravar, produzir, mixar, ficar dentro de um estúdio por horas. Será uma experiência única e sempre diferente, na toca então com aquela parede cheia de amps que são o sonho de todo guitarrista, será alucinante! Sobre o programa, é uma chance mostrar meu trabalho, mostrar o que quero, passar minha mensagem musical. Eu venho batalhando de pouquinho em pouquinho para que as pessoas conheçam o que eu faço e agora do nada vem um programa de tv com uma puta repercussão, é maravilhoso! Obrigado a galera do Reduto do Rock e torçam por mim lá!”

Matheus Torreão:
“Eu encaro o reality show como um sinal verde pra falar merda em rede nacional. Além de ser, acima de tudo, uma oportunidade particularmente especial pra faltar aula. E como eu acredito que ainda tenho muito a aprender, pretendo largar os estudos em breve. Agora, estando lá dentro, tenho a intenção de me esconder muito mais do que me mostrar. Às vezes as pessoas acham que eu sou tranquilo porque não pareço levar nada a sério, mas na verdade é o contrário. Eu sou tão neurótico que se levar qualquer coisa a sério acho que enlouqueço. Quanto às coisas que eu gostaria de aprender no geléia, acho que a principal é tocar baixo. P.S.: Querendo um pouco mais de alegria na sua vida, escute A Caravana do Delírio! www.myspace.com/acaravanadodelirio“.

Sofia Luz: “Para mim, esta é uma oportunidade de aprender o que é ser parte de algo, contribuido e aprendendo, dando e ganhando. Também é uma oportunidade de aprender mais do que só musica, além de tudo, uma oportunidade de conviver com este pessoal com tanto talento, compartilhando uma visão comum, que é o amor à música. Para mim, que me considero ter tão pouca experiência, me sinto jogada num mar de música. O que eu quero mostrar é algo de mim que sinto profundamente, algo que sei ser diferente do que vejo à minha volta, mas não sei exatamente o que é. Só sei que o melhor que poderei fazer será dar de mim a minha melhor intenção, sem medir o que doar”.

Yuri Amorim: Participar do Geléia do Rock vai ser uma oportunidade para cair de cabeça na música, me preocupar exclusivamente com isso. Vou ter a chance de conhecer uma porção de gente talentosa de vários cantos do país, que como eu, estão sedentos para criar, trocar informações, experiências, sons! Encaro até como uma oportunidade para explorar outras possibilidades musicais; uma chance de renovação, talvez até de reinvenção – e eu estava precisando disso. Entrar na Toca do Bandido é um sonho que se realiza: aquele lugar emana musicalidade, é um verdadeiro parque de diversões! Quem não gostaria de “brincar” ali dentro? Além disso, existe a perspectiva de um grande aprendizado. O contato com pessoas como o Leleo e o Jorge Davidson (além dos eventuais artistas convidados) promete ser muito rico, afinal todos têm uma sólida carreira, experiência pra dar e vender e certamente muita coisa pra ensinar. Os próprios integrantes terão muito o que aprender uns com os outros. O que tenho pra mostrar no programa (e o que me motivou a tentar a sorte na seleção) são as minhas músicas. É nelas que me torno um artista, é delas que me faço um cantor. Em meio a tanta mesmice musical, tanta padronização artística, acredito que tenho algum frescor à oferecer – e muita sinceridade. Espero poder me beneficiar desta exposição, tornando meu trabalho mais conhecido. Já comecei a sentir o peso da seleção. Muita gente boa ficou de fora. Só espero ser um representante à altura da vaga que me confiaram.

Assista: em junho no Multishow todas as terças às 22h30. Reprises: quarta (7h30 e 15h45), sexta (12h30), sábado (18h), domingo (9h30 e 13h).

« Informações atualizadas sobre o Woodstock no Brasil
Serguei e Pandemonium: parceria pra lá de Rock n’ Roll »

Categorias

Entrevistas Entrevistas Reduto Exclusivo! Produção musical Rock na TV

Tags

Comentários

Nenhum comentário

  1. [...] relacionadas: Inicia 2ª temporada do Geléia do Rock no Multishow Fonte: G1, Site do programa Geleia do Rock, Extra Online e Revista [...]


Festivais no Brasil

    Nenhum data presente

Apoio